Pular para o conteúdo principal

Pessoas de baixa renda podem obter isenção de taxa de concurso dos Correios (ECT) em Minas.


"A juíza federal substituta da 13.ª Vara Federal/MG, Gabriela Alvarenga Murta, concedeu liminar determinando que pessoas comprovadamente hipossuficientes, ou seja, de baixa renda, possam efetuar inscrição no concurso da Empresa Brasileira de Telecomunicações (ECT) com isenção de taxa de inscrição nos moldes do Decreto 6.593/08. A mesma decisão estende o prazo para a inscrição por mais 15 dias e manda a ECT dar ampla publicidade ao novo edital.

Apesar de reconhecer como legítima a cobrança da taxa a fim de custear o concurso, a juíza entende que a exigência do edital não pode impedir o livre acesso dos cidadãos a cargos e empregos públicos, em obediência ao princípio constitucional da isonomia, disposto no art. 37, I, da Constituição Federal e ao art. 11 da lei 8.112/90.

A magistrada entendeu estarem presentes os dois requisitos básicos para a concessão da tutela antecipada (liminar) previstos no art. 273 do CPC, quais sejam: a verossimilhança e a possibilidade de dano irreparável ou de difícil reparação.

A liminar foi concedida em ação civil pública, ajuizada pela Defensoria Pública da União."

Ref. Processo AC n. 2010.38.00.002110-9/MG.

Comentários

  1. moro na zona rural WENCELAUS GUIMARÃES BAHIA
    CEP 45460-000
    POVOADO DARAMÃO
    VIVO DEPENDENDO DE REMDIOS COM DIAZEPAX FAÇO TRATAMENTO PSIQUIATRICO NA SECRETARIA DE SAUDE DESTE MUNICIPIO
    E PRECIDO DE UMA AJUDA DO GOVERNO QUE ELE SE ELE PODE MIM ENCOSTA OU MIM DAR UM BOLSA FAMILIA
    FAÇO PINTURA E TENHOI ALGUMA NO ORKUT dislenespoesias@hotmail.com
    desejo tanto ter uma casinha seiq eu o governo tem planos pra isto m=as tla progeto nunca chega aqui
    desejo tanto ter outros livinho de poesias fiz um e hoje dependoi de dinehiro ou de uma editora que possa fabrica meus livinho
    estudei demais livro profetico e hoje vivo depedendo de remedio a mente não tem como volta a estuda agora sinto mas melho fiz tratamento a tres anos com dr. a. caetano hp st helena jequei na bahia
    e dificel pra mim ter uma mente não sadia
    ms faço esforço
    mãe não deixa eu fazer nada apenas escreve no compultado historia e poesias e pinta
    tenho muitas pintura no meu orkut dei um cursinho de pintura efoi bom
    mas como aquei e pequeno falta aluno mas se houve uma vaga pela prefeita pra dar curso apessoa de baixa rena eu darei mim der s mão e venha a daramão um beijo no coração dislenes silva ferreira oliveira

    ResponderExcluir

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO AQUI:

Postagens mais visitadas deste blog

Segundo STJ, servidor em desvio de função tem direito às diferenças de remuneração.

CONFIRA A NOTÍCIA NO SITE DO STJ!
Apesar de o servidor não poder ser promovido ou reenquadrado no cargo que ocupa em desvio de função, ele tem direito a receber diferença salarial pelo desempenho das funções exercidas. O entendimento é da Primeira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que manteve decisão anterior da própria Corte em relação ao caso. O desvio de função ocorre quando o servidor exerce funções diferentes das previstas para o cargo para o qual ele foi aprovado em concurso.

O recurso foi interposto pela União. A Turma deu provimento ao pedido apenas no que se refere ao cálculo dos juros moratórios.

A União pretendia que o processo fosse suspenso, pois havia outra ação ainda pendente na Primeira Seção do STJ sobre o prazo prescricional em ações de indenização contra a Fazenda Pública. Sustentou que não poderia ser responsabilizada por diferenças remuneratórias relativas a um alegado desvio de função.

Por fim, argumentou que os juros de mora deveriam ser recalculados,…

Ex-cabos da FAB anistiados voltarão a receber proventos suspensos.

CONFIRA A NOTÍCIA NO SITE DO STJ!
"Os ex-cabos da Força Aérea Brasileira (FAB) que foram reconhecidos como anistiados políticos por meio da Portaria 1.104/64 do Ministério da Aeronáutica e que, por força de liminar tiveram pagamentos suspensos nos últimos anos, agora voltarão a receber seus proventos e a situação regularizada. Em decisão unânime, a Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) reconheceu que houve omissão, por parte do Ministério da Justiça, no cumprimento integral da referida portaria e, assim, manteve mandado de segurança concedido anteriormente pelo Supremo Tribunal Federal (STF) – que já tinha dado ganho de causa aos ex-cabos e permitido que retornassem à sua antiga condição.
Na prática, o STJ negou embargo de declaração apresentado pela União contra acórdão do STF referente ao assunto, que foi levantado mediante ação movida por um ex-cabo, no Distrito Federal. A polêmica envolvendo os ex-cabos da FAB foi iniciada com a liminar que suspendeu os seus direit…

Atribuições do cargo: Lei que limita idade de oficial de saúde da Brigada Militar é inconstitucional.

CONFIRA A NOTÍCIA NO SITE DO CONJUR!

A natureza do cargo de oficial da saúde da Brigada Militar e suas atribuições não justificam a imposição de limite de idade de 29 anos para ingresso na carreira. O entendimento é do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, que considerou inconstitucional o artigo da Lei Estadual 12.307/2005, que fixou a idade limite para ingresso no curso básico de oficiais da saúde da Brigada Militar.

O caso foi levado ao Órgão Especial pela 4ª Câmara Cível do TJ-RS, que tem julgado diversos casos semelhantes. Ao pedir que o Órgão Especial reconheça a inconstitucionalidade da lei, o desembargador Eduardo Uhlein observou que a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal é no sentido de que a investidura em cargo ligado à saúde, ainda que componha o quadro da carreira militar, não justifica a imposição de limite máximo de idade.

A relatora do caso no Órgão Especial, desembargadora Denise Oliveira Cezar, considerou a arguição de incon…